sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Um breve poema ao pequeno Inácio


Publico hoje no blog algo muito pessoal: um breve poema livre. Escrevi esse texto em homenagem a um pequeno garotinho de 3 anos, filho do belo e tão devoto casal, Jaqueline e Francisco, ambos integrantes do Grupo de leigos São Pio V, comunidade que, aliás, tem me recebido em seu seio, e de mim e meus filhos tem cuidado com amor. Tenho encontrado nesse grupo uma alegria imensurável desde que abandonei o protestantismo. Tal prazer não encontraria em outro lugar, creio eu. Antecipo ao leitor que não sou escritor e nem tenho a menor intenção de o ser. Para os que desconhecem, Inácio tem um grande amor pela profissão de bombeiros, e desde que participei de sua festa de aniversário no ano passado, nunca esqueci do seu grande carinho pelos heróis do fogo. Foi uma festa muito linda. Produzi o presente texto, porém, como forma de expressar meu carinho, como também compensar, ainda que de modo simples, as alegrias que esse garotinho tem proporcionado a todos os membros do grupo.


O bombeiro Inácio
By Adilson J. da Silva
 

Fá, dó, fá, dó!
Lá vai o bombeiro Inácio!
Fá, dó, fá, dó!
Corajoso e destemido!

Fá, dó, fá, dó!
Lá vai o bombeiro Inácio!
Fá, dó, fá, dó!
Não tem medo do perigo!

De capacete e com seu machado na mão,
Enfrentar perigos mil, vai em seu possante caminhão.
Mantendo-se corajoso e valente.

E no peito o coração forte batendo.
Valha-me, Nosso Senhor Jesus!
Valha-me, Nossa Senhora Virgem Maria!
Com muita fé e coragem, reza o bombeiro Inácio com alegria.

Fá, dó, fá, dó!
Lá vai o bombeiro Inácio!
Fá, dó, fá, dó!
Aplicado e resoluto!

Fá, dó, fá, dó!
Lá vai o bombeiro Inácio!
Fá, dó, fá, dó!
Sagaz e altaneiro!

O incêndio cruel e mal, ao avistar de longe,
Com seu EPI contra ele se irrompe,
Com a mangueira lança água e vida.
E logo o sinistro malvado se dissipa!

Sacratíssimo Coração Jesus, dá-me amor pelas vidas!
Imaculado Coração de Maria, não deixe que me domine a covardia.
Rezando assim, o bombeiro Inácio sente paz e alegria.

Fá, dó, fá, dó!
Lá vai o bombeiro Inácio!
Fá, dó, fá, dó!
Corajoso e destemido!

Fá, dó, fá, dó!
Lá vai o bombeiro Inácio!
Fá, dó, fá, dó!
Não tem medo do perigo!
Fá, dó, fá, dó! Lá vai o bombeiro Inácio!

Nenhum comentário: