terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Um Missal Quotidiano e Vesperal salvo por uma Ave-Maria

Milagre da Missa Tridentina da Igreja da Ordem.
By Adilson J. da Silva
 17 de fevereiro, dia deSanto Aleixo Falconieri.

Publico hoje o conteúdo de um e-mail que recebi recentemente do nobre Gerson da Silva, em que ele compartilha um acontecimento maravilhoso (leia-se milagre), o qual foi testemunhado por um católico e assíduo frequentador das missas da Igreja do Largo da Ordem, Curitiba, PR. Duas observações, porém, faço: 1) exceto algumas pequenas modificações, o texto do e-mail é praticamente o mesmo; 2) como o e-mail não precisa o dia da ocorrência, é possível que o acontecimento descrito pelo Gerson tenha ocorrido entre os dias 14 e 15 deste mês (respectivamente, sábado e domingo), pois nessas datas ocorreram
fortes chuvas em Curitiba e em algumas de suas regiões metropolitanas.

 
Com alegria queremos testemunhar uma graça ou um milagre muito grande alcançado por um frequentador ativo e assíduo das Santas Missas Tridentinas da Igreja da Ordem, em Curitiba – PR – Brasil.
Essa pessoa mora numa casa muito pobre, de madeira, e deixou seu Missal Quotidiano e Vesperal de Dom Gaspar Lefevre, versão em Latim–Português, para uso dos fiéis (como podemos ver na imagem), em cima da mesa, na cozinha, e saiu trabalhar.
Naquele dia choveu muito e havia goteiras na pobre casa, e porque o Missal ficou bem embaixo de uma delas, foi muito molhado pelas águas da goteira. Quem tem um Missal assim sabe que as folhas são muito finas e que bastam algumas gotas de água para que as folhas se colem umas nas outras por causa da água e se percam, sem que possam ser mais recuperadas.
Essa pessoa, ao ver o estado de seu Missal de estimação, ficou com o coração muito apertado, e só lamentava a grande perda que tinha acontecido. Tentou enxugar com um pano as páginas, mas havia encharcado várias páginas com as gotas de água. Essa essa pessoa só pensava que tinha perdido seu Missal. Todavia, tomou a resolução de rezar uma Ave-Maria a Nossa Senhora pedindo para que Ela salvasse o Missal.
Depois que rezou a Ave-Maria, deixou o Missal aberto e saiu para trabalhar. Quando voltou teve a felicidade de encontrar seu Missal completamente salvo: as folhas não se colaram umas nas outras!
Acredito que isto seja mais uma graça da Missa Tridentina na Igreja da Ordem. As Missas na Igreja da Ordem estão cada vez melhores, sobretudo porque são celebradas com grande sacrifício por parte de Monsenhor Luiz Gonzaga, que por causa das limitações da sua avançada idade, tem que celebrar as Missas sentado.
Monsenhor Luiz Gonzaga não faz mais as Pregações Rituais, porque agora ele prega com a vida o Evangelho de Amor. Monsenhor Luiz Gonzaga, grande Apóstolo da Eucaristia! Rezemos para que ele continue até o fim realizando o grande milagre da transubstanciação.
Todavia, no atual estado em que se encontra nosso bom Monsenhor Luiz Gonzaga, não é mais possível seguir as rubricas, por isso não se escandalizem ao se deparar com algumas dessas faltas acidentais.
Monsenhor Luiz também não poderá mais distribuir a Sagrada Comunhão, por isso outra pessoa ou um Ministro Extraordinário da Comunhão fará a distribuição. Como ele não consegue mais falar em voz alta, as Missas serão comentadas enquanto o Monsenhor Luiz fará as partes do Sacerdote na Liturgia.
O Monsenhor rezará a Epístola e o Evangelho em latim, enquanto algum leigo lerá a tradução dessas leituras, inclusive de algumas orações.
Precisamos de alguém que prepare os comentários e as leituras para as próximas Missas. Alguém, que saiba ler bem, se dispõe???? Boa leitura e boa dicção, para a maior glória de Deus e para bem servir a Monsenhor.

In Iesus,

Gerson da Silva.

Nenhum comentário: