sexta-feira, 20 de março de 2015

O barbarismo islâmico contra a Igreja de Cristo

Imagens fragrante:
O Monastério São Jorge em Mosul (Iraque) sendo destruído pelo ISIS!

20 de fevereiro, sexta-feira depois do quarto Domingo de Quaresma.
 
A monstruosidades islâmicas contra os cristãos parecem não ter fim. Recentemente (nesse mês de março), os terroristas do ISIS praticaram um terrível sacrilégio contra a Igreja de Cristo: destruíram o Monastério São Jorge na cidade Mossul (ou Mosul), localizada no norte do Iraque, a cerca de 400 km a noroeste de Bagdá. Além da destruição dos objetos sagrados da Igreja, os muçulmanos também capturam vilas inteiras de cristãos assírios e outras minorias, especialmente os curdos. Está ocorrendo um verdadeiro genocídio contra cristãos e minorias árabes!

Segundo a Tradição, São Jorge apareceu nos céus durante a Primeira Cruzada em apoio às forças cristãs que foram combater as crueldades dos muçulmanos contra os cristãos no Oriente. É triste, muito triste, vermos o silêncio da Igreja e a distância de instituições (especialmente brasileiras) com relação ao sofrimento dos cristãos sob o terror do ISIS.

Como comenta o blog Thyself, o Lord: “E assim a Igreja de São Jorge é destruída em meio ao silêncio do mundo, dito cristão, incluindo a Igreja Católica que espera para fazer um diálogo com estas pessoas com os martelos nas mãos”.

Ó, Maria, concebida sem pecados, rogai por nós que recorremos a vós!

Vejas as imagens abaixo:








 

Nenhum comentário: