domingo, 21 de junho de 2015

São Papa Pio V sob a proteção de Nossa Senhora Auxiliadora (II):

São Papa Pio V convida os príncipes a unirem suas forças.
By Adilson J. da Silva


São Pio V vê miraculosamente a vitória de Nossa Senhora em Lepanto. (fonte: blog Glória da Idade Média)

Continuando.

São Pio V era como um raio de luz da Idade Média a fulgurar sobre a Europa. Em dezembro de 1566, o Papa convidou as nações católicas a se unirem numa liga em defesa da Cristandade.

Em meados de maio de 1571, emergiu a boa nova: estava concluída a Santa Liga. A aliança ajustada entre o Papa, o Rei da Espanha e a República de Veneza devia ser estável, ter caráter ofensivo e defensivo e dirigir-se não somente contra o sultão, mas também contra seus Estados tributários.

O Sumo Pontífice publicou um Jubileu geral, para atrair as bênçãos do Deus das batalhas sobre o exército cristão.
Tomou parte nas procissões rogatórias, que se realizaram ainda no mês de maio em Roma, e mandou cunhar uma medalha comemorativa.

Em 7 de outubro, na baía de Lepanto as esquadras se aproximaram. O vento mudara inesperadamente.
Os estandartes do Crucificado e da Virgem de Guadalupe investem contra as bandeiras vermelhas do Islã, marcadas com a meia-lua, estrelas e o nome de Alá.

Foi a maior batalha naval que a História jamais registrara.


Oh, São Papa Pio V, rogai por nós!

Nenhum comentário: