sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

A implosão da Europa pela "democracia" totalitária


Social-democracia e multiculturalismo como os novos regimes totalitaristas na Alemanha!

By Adilson J. Silva


NÃO HÁ MAIS O QUE NEGAR: a Europa foi tomada por duas forças construídas após a Segunda Grande Mundial. São forças macabras construídas pelas corjas de intelectuais, políticos comunistas e progressistas disseminadas em duas frentes ideológicas. São elas: a social-democracia e o multiculturalismo, sendo este uma espécie de suicídio alimentado por ideias contraditórias, porém ricamente pregada graças aos esforços dos capitalistas que continuam apodrecendo na riqueza. A Modernidade é assim, sempre se transformando para pior.

O mundo tem visto os recente e crescentes horrores praticados por muçulmanos "refugiados" na Europa, especialmente na Alemanha (a Suécia é caso perdido). São acontecimentos que confirmam o caminho tenebroso por qual a Europa está sendo conduzida. As recentes ondas de abusos sexuis em massa praticada por muçulmanos refugiados (Taharrush) em Colônia comprovam que há um plano em ação. Políticos e instituições ideologicamente orientados nos campos ideológicos acima citados vêm tentando ocultar do mundo a terrível realidade sofridas pelo povo alemão, especialmente por mulheres e meninas.

Embora os alemães tenham demonstrado indignação contra as políticas de imigração descontrolada de "refugiados", as elites políticas, capitalistas e intelectuais que hoje controlam a Alemanha, estão se impondo contra a vontade popular. Essas elites tornaram-se hegemonicamente influentes em todas as instituições públicas alemãs. Ângela Merkel, atual chefe do poder executivo daquele país, acusa os alemães de intolerantes,  e a prefeita da cidade de Colônia, Henriette Reker, tentou impor um discurso preconceituoso, no qual propunha que as mulheres alemãs se vestissem de "forma adequada" sob um código de conduta para não serem molestadas.

"Xenófobos" e "racistas" são palavras maliciosamente construídas por intelectuais esquerdistas para atordoar e domesticar os europeus. Trata-se, portanto, de técnicas de psicologia de massa como arma de dominação mental. Em nosso país, a aplicação dessas técnicas podem ser vista diariamente em nosso país na imprensa e no sistema de ensino, basta observar os livros didáticos de humanas.

Recentemente aconteceu algo surreal (há muitos outros) e que comprova que as políticas multiculturalistas realmente é um novo totalitarismo aplicado contra os alemães. Uma piscina pública de Bornheim, na Alemanha, havia interditado o acesso por "refugiados".  Isso ocorreu depois de duas meninas, de 11 e 13 anos, terem sido apalpadas por muçulmanos refugiados. Todavia, a administração da piscina foi obrigada a recuar na decisão



Essa imposição judicial foi aplicada mesmo após outras ocorrência de abuso sexual contra quatro crianças por muçulmanos refugiados.


2 comentários:

FireHead disse...

E depois ainda há quem diga que isso tudo é culpa do Cristianismo, por dar a outra face...

Adilson disse...

Boa noite de Domingo, Dia do Senhor, nobre e estimado Fire Head!
Só hoje, perde-me pela delonga, é vi seu comentário. Senti-me honrado por sua participação. Muitíssimo obrigado! Pois é. O cristianismo é o saco de pancadas! Aqui no Brasil, já não há o que esconder! Eu tenho a minha posição: não sou santo, portanto devo me preparar intelectualmente e fisicamente para lutar em defesa da fé, e assim proteger o ainda há.