quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Os muçulmanos agem de acordo com os ensinos do Islã

A ordem de Maomé: Odei-os! Estupre-os! Escravize-os! Mate-os!


Muçulmanos do ISIS


Considero que o crescimento do islamismo deve-se a dois fatores, sem os quais esse fenômeno jamais existiria. E essa minha afirmação não são exatamente um entendimento exclusivamente meu. Compartilho-a juntamente com uma não pequena comunidade de três grupos personalidades mundialmente conhecidas

1) Especialistas de altíssimo saber sobre o Islã: Robert Spencey, Pamela Geller e David Horowitz, entre outros;

2) Ex-muçulmanos: Mona Eltahawy, Meriam Yahia Ibrahim Ishag, Khadija Kafir, Brigitte Gabriel, Khadija Kafir, Ayann Hirsi Ali, irmão Rashid, entre outros.

3) Ímãs e líderes mundialmente conhecidos: Sheik Gamal Qutub, o iraniano Ali Khamenei, Sheik Muhammad Sallah "Abu Rajab", entre outros.


É importante termos consciência do que realmente é a religião islâmica, realidade essa que está intimamente ligada às suas origens histórica, ao seu desenvolvimento na história e às bases doutrinárias das quais os muçulmanos se autorizam a cometer suas monstruosidades, que são os escritos que eles consideram sagrados, especialmente o Alcorão.

Na verdade, todo e qualquer discurso que tente separar a natureza do Islã dos atentados terroristas, bem como das monstruosidades ultimamente praticadas pelos ISIS e da onda de estupros que vem acontecendo na Europa, deve ser considerado como MENTIRA! Por esse motivo, deve ser desprezado. Aliás, os próprios muçulmanos são autorizados pelo próprio Islã a mentir em favor do crescimento dessa religião, práticas denominadas Taquia (ou Taqiyya) e Kitman (mentir por omissão).

Por esse motivo, decidimos publicar 20 mandamentos extraídos do Alcorão que poderá ajudar o leitor a eliminar de uma vez por toda qualquer mentira ou desinformação pregada sobre suposta moderação que a mídia e intelectuais esquerdistas têm espalhado. Seguem abaixo:


(1) Tu deves estuprar, casar e divorciar meninas na pré-puberdade. (Alcorão 65:4; 4:3)

(2) Tu deves ter relações sexuais com escravas sexuais e trabalhadoras escravas. (Alcorão 4: 3; 4:24; 5:89; 33:50, 58: 3; 70:30)

(3) Tu deves bater nas escravas sexuais, nos trabalhadores escravos, e nas esposas. (Alcorão 04:34)

(4) Tu deves ter quatro testemunhas masculinas muçulmanas para comprovar um estupro. (Alcorão 24:13)

(5) Tu deves matar aqueles que insultam o Islão ou Maomé. (Alcorão 33:57)

(6) Tu deves crucificar e amputar os não-muçulmanos. (Alcorão 8:12; 47: 4)

(7) Tu deves matar os não-muçulmanos para garantir receber as 72 virgens no céu. (Alcorão 9: 111)

(8) Tu deves matar quem deixar o Islão. (Alcorão 2: 217; 4:89)

(9) Tu deves decapitar não-muçulmanos. (Alcorão 8:12; 47: 4)

(10) Tu deves matar e morrer por Alá. (Alcorão 9: 5)

(11) Tu deves aterrorizar os não-muçulmanos. (Alcorão 8:12; 8:60)

(12) Tu deves roubar e furtar os não-muçulmanos. (Alcorão Capítulo 8, onde descreve os saque ou espólios de Guerra)

(13) Tu deves mentir para fortalecer o Islã. (Alcorão 3:28, 16: 106)

(14) Tu deves lutar contra os não-muçulmanos, mesmo que não queiras. (Alcorão 2: 216)

(15) Tu NÃO deves tomar os não-muçulmanos como amigos. (Alcorão 05:51)

(16) Tu deves chamar os não-muçulmanos de porcos e macacos. (Alcorão 5:60; 7: 166; 16: 106)

(17) Tu deves tratar os não-muçulmanos como as criaturas mais vis, que não merecem misericórdia. (Alcorão 98: 6)

(18) Tu deves tratar os não-muçulmanos como inimigos jurados. (Alcorão 4: 101)

(19) Tu deves matar os não-muçulmanos por não se converterem ao Islão. (Alcorão 09:29)

(20) Tu deves extorquir não-muçulmanos para manter o Islão forte. (Alcorão 09:29).

Nenhum comentário: