quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

A imprensa esquerdista dos EUA: difamar, acusar e mentir!



Uma prévia vitória do republicano Donald Trump revela quem são os que exigem tolerância
by Adilson J da Silva



Há duas coisas que a imprensa esquerdista norte americana gosta de fazer: receber milhões de globalistas como George Soros e praticar um jornalismo tão baixo que nem sequer se dão ao trabalho de evitar as contradições de suas posturas. Poucos no Brasil sabem, mas a imprensa esquerdistas dos EUA alcançou um nível de descrédito tão profundo entre a população que há décadas dependem dos milhões doados por pessoas asquerosas como George Soros e de fundações políticas ligadas aos partidos de esquerda, como a CRF. Enfim, o jornalismo esquerdista americano não existe mais, o que há é apenas um exército de repórteres e intelectuais arruaceiros e zumbis portando diplomas de jornalistas. Creio mesmo que essa gente passaria fome não fosse o modo de vida imoral que adotaram para não sofrer a vergonha do fracasso, os chamados losers!

Não sou a melhor pessoa para escrever sobre o assunto aqui no Agathon, mas não posso contratar alguém para fazê-lo, nem tampouco há voluntários. Todavia, resolvi trazer o tema à página, pois os recentes acontecimentos na disputa eleitoral dos EUA me incomodaram. Refiro-me ao comportamento patológico da imprensa esquerdista em reação à vitória do republicano Donald Trump New Hampshire no dia 10/02. Xingamentos e difamações tornaram-se os elemento da nova retórica da imprensa. Veja na imagem abaixo, como o portal esquerdista huffingtonpost referiu-se ao Trump:

"Racista e sexista damagogo" atribuídos a Trump. Ora, o partido de Trump é o partido de Abraam Lincoln.

Segundo o portal BlogdoFireHeade o jornal Daily News foi mais longe. Diz-nos o FireHead: "Nas ofensas e acusou os eleitores de New Hampshire de brain dead, mas, curiosamente, New Hampshire é dos Estados norte-americanos onde a população tem dos maiores QI de todos os EUA, com uma média de 105 pontos. Ah, e Donald Trump já garantiu que o Daily News fechará portas em breve devido ao seu "complexo de inferioridade"."

Para os que não conhecem, o jornal esquerdopata Daily News adora ocultar as monstruosidades praticadas por muçulmanos tanto em países islâmicos quanto nas nações ocidentais, onde eles gozam de imensa liberdade, coisa que não dispensam aos cristãos que são minorias em seus países. Abaixo seguem algumas imagens que mostram a "ética" do Daily News.
Contradição: compara-se Trump aos muçulmanos praticando sharia, quando é justamente isso que o Islã pregam.

Voltar no republicano Trump é sinal de burrice, quando o democrata Obama tem sido o mais incompetente dos presidentes dos EUA

A vigarice sem escrúpulos do Daily News como regra: o republicano Trump acusado de antiamericano, cujo partido é historicamente o mais conservador dos valores morais e econômicos dos EUA.

Particularmente não sou muito fã do republicano Trump devido a algumas de suas ações no passado, quando ele foi um bom contribuidor à campanha de Bill Clinton. Todavia, é insuportável é inegável que a imprensa esquerdista dos EUA já se deixou claro não se importa com o jornalismo informativo, mas com a ideologia a que serve: tudo aos democratas progressistas ou socialistas, por mais imoral que seja; nada aos aos republicanos, por mais que defenda a preservação, segurança e economia dos EUA.

Nenhum comentário: