sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

O Futuro do Reino Unido Chegou: O Islã Dominou os ingleses!


É oficial: há 3 milhões de muçulmanos no Reino Unido!
Fonte: blog do Firehead

Enfim o Reino Unido sucumbiu e não há nada que se possa fazer: os muçulmanos cumpriram seus objetivos de dominar aquele país. Todavia, isso só foi possível graças à hegemonia dos liberais e socialistas que infestaram a política com suas ideias e práticas de destruição da mentalidade ocidental. Evidentemente a família real britânica, com seus laços fraternos com nações árabes,  teve grande participação nesse suicídio cultural.




 Os "especialistas" tentam argumentar que esse crescimento deve-se a adesão ao Islã por parte dos britânicos, o que é uma mentira. Deve-se à imigração e ricos benefícios por parte do governo britânico com suas políticas assistencialistas sob a orientação social-democracia, a nova cara do comunismo no Ocidente.
E as cadeias do Reino Unido continuam sendo preenchidas por muçulmanos que praticam o Islã ao pé da letra.

 Para os que acompanham muitos dos acontecimentos no Reino Unido, já não há como negar a onda de estupros, discurso de ódio, práticas inconstitucionais da sharia e o crescimento das chamadas zonas islâmicas proibidas aos não muçulmanos. Paralelamente a tudo isso, crescem o desprezo e os discursos de ódio contra o cristianismo, sem falar com a violação contra as famílias conservadoras por parte do governo e do ativismo esquerdista. Enfim, os britânicos, e a Europa em geral,  há décadas vêm pedindo para serem exterminados pela hegemonia esquerdista e o ódio islâmico.

Eis o futuro do Reino Unido. Agora, só o inesperado por mudar as coisas.

2 comentários:

Ivani Medina disse...

O islã é um perigoso desconhecido travestido de religião para nós. Nessa crença absurda não há separação entre religião e política porque só existe o poder religioso. Quando há algum outro, é puro fantoche. Seus milhares de atentados são tramados em mesquitas e não em ermos por grupos de marginais que se dizem religiosos. Aliás, como a imprensa tenta iludir a opinião pública. O Líder do Estado Islâmico é um religioso erudito em islã e filosofia.
http://cafehistoria.ning.com/profiles/blogs/o-perigo-do-isl-no-brasil

Adilson disse...

Muito bem observado, Ivani Medina. De fato, não há mais uma imprensa livre e honesta. Creio que o tempo do jornalismo sério acabou. Só nos restou a internet. Obrigado pelo comentário e pelo link do blog café história. Vou acessá-lo assim que puder. Grato!