domingo, 24 de abril de 2016

Uma singela orientação aos pais e educadores do lar



A árvores e seus frutos



fonte da imagem: http://www.gazetainterior.com.br
Entre as expressões comportamentais da adolescência, a mais significativa é aquela em que essas criaturas começam a revelar ao mundo os frutos daquilo que foi plantado em seus corações durante os longos anos que antecederam esse início de juventude. Eles serão como verdadeiro espelhos refletindo a imagem de seu criador. É magnífico vermos adolescentes demonstrando a beleza da educação que receberam de seus pais. Os bons modos, o apego às virtudes e um bom domínio da sabedoria que até então seus pais lhes ofertaram. E assim, dão sinais de que suas almas bem caminham para ampliar as coisas belas que receberam. Por outro lado, é igualmente triste vermos tantos adolescentes espelhando um caminho inverso a tudo isso.

Um simples olhar nas instituições de ensino deste país nos dá prova incontestável de que nossa sociedade perdeu o rumo. A opção pelas ideias de intelectuais progressistas tem custado muito caro ao povo brasileiro, especialmente aos mais pobres. Estes são os que mais alto preço vêm pagando por culpa das ideias irresponsáveis dos liberais e socialistas. Aos poucos suas ideias de estado laico e da liberdade irresponsável foram afastando a autoridade da Igreja e dos pais. E assim, lentamente introduziram nos corações de crianças e adolescentes o desprezo pelo saber, a depravação moral e a promiscuidade disfarçada de curiosidade. Eis a dura verdade da qual o Senhor nos falou em suas sábias palavras: “pelos frutos conhecereis a árvore”. Que lei irrevogável!


Por esse motivo, caros pais, tenham sempre ânimo (alma) para bem cultivar os filhos que lhes foram entregues pela Providência. Sejam magnânimos (almas grandes), pois vocês estão construindo uma história a qual o Todo Poderoso julgará.


3 comentários:

FireHead disse...

Já cantávamos nós quando andávamos no Colégio D. Bosco a seguinte canção dedicada ao São João Bosco: "juventude que caminha sem saber aonde vai; juventude está perdida sem fé, sem paz, sem luz e amor; João Bosco ouve a nossa voz!"

Adilson disse...

Bem lembrado, nobre FireHead! Vivemos numa escuridão danada. Na época em que a Igreja enfrentou os bárbaros para os converter, havia, em favor deles, o fato dos tais jamais terem recebido a educação. Com o advento do intectualismo liberal e da ciência gnóstica, a "educação" passou a ser usada contra a Cristandade. E agora eis aí a desgraça que se resultou dos sonhos loucos dos liberais!

FireHead disse...

Exactamente. Hoje em dia entendem os inúteis intelectuais que a Igreja sempre foi contra a ciência! Como é que podia a Igreja então ter defendido e patrocinado precisamente a ciência??