sábado, 12 de novembro de 2016

Umbará, nosso bairro.



Nosso bairro como sala de aula

Uma semana atrás, resolvi levar os meninos para conhecer o bairro onde vivemos, Umbará, localizado nos limites de Curitiba e a cidade de Fazendo Rio Grande. Curiosamente, este bairro está separado desse município pelo famoso rio Iguaçu .

Infelizmente, o nosso belo Iguaçu foi muito prejudicado pelas indústrias locais e por falta de políticas ambientais que visassem a preservação de uma área maior de suas margens.

Como eu já desconfiava que meus filhos nada sabiam sobre esse belíssimo afluente do grande Rio Paraná, reservei um dia da semana para conversar sobre o assunto com eles. Nosso passeio foi duplamente gratificante: conhecemos melhor nosso bairro e estudamos a geografia natural dele. Acho que essa minha atitude é rara, mas não totalmente iimpraticável: creio que há muitas famílias praticantes de homeschooling que fazem o mesmo.
Houve um tempo em que a educação ofertada pelas escolas em geral incluíam tais atividades em suas rotinas. Mas os tempos são outros: o esquerdismo avançou tanto sobre nossa sociedade que roubou das crianças seu direito se apropriar das belezas de onde vivem. Aos poucos o sistema esquerdista de ensino de nosso país vai transformando as crianças deste país em alienígenas em seus próprios bairros, onde elas nasceram, viveram e cresceram. Evidentemente, muitas famílias cristãs (católicas ou evangélicas) tem certa parcela de culpa nesse triste quadro. Que Deus tenha misericórdia de nós.
A fim de registrar este nosso dia, seguem abaixo algumas fotos que fiz questão de produzir.
 
vista parcial da Paróquia de São Pedro do Umbará


vista panorâmica do bairro: ao fundo a Paróquia de São Pedro do Umbará.

Paróquia vista de frente.

Fachada principal da Paróquia..

A paróquia vista dos fundos

Vista parcial da paróquia a partir da av. Nicola Pelanda.


Os meninos brincam no bosque da paróquia (fundos).

Capela de São Sebastião.

paróquia vista da av. Nicola Pelanda.




os meninos brincam no jardim da capela de São Sebastião.
nas margens do rio Iguaçu.


a pequena galinha d'água, espécie de ave comum do rio Iguaçu.

ponte que liga Fazenda Rio Grande ao bairro do Umbará.

Rio Iguaçu ao fundo.








Praça de Nossa Senhora de Fátima: pausa para uma 'Ave Maria'.

Nenhum comentário: